Arquivo da categoria: Banheiro Público Feminino

Reaproveitando: muda a novela, o figurino ressurge!

Já devo ter comentado algumas vezes (provavelmente muitas) o fato de que gosto bastante de novelas, especialmente das mexicanas. Embora não muito fã das histórias globais, tampouco ignoro-as por completo. E adivinhem, sendo a novela mexicana ou brasileira, qual é o detalhe no qual mais reparo em qualquer história? O enredo é fundamental, sobretudo para uma devoradora de boa ficção como eu, porém, acertou quem disse figurino/cabelo/maquiagem.

E como uma garota detalhista e provida de uma poderosa memória fotográfica, não há roupa repetida que me passe despercebida! Um olhar, duas ou mais novelas e sei que aquela peça já esteve em outro lugar, com outra atriz. Não que eu veja algum problema nisso, muito pelo contrário. Outra coisa que já disse várias vezes aqui é que se amamos uma peça ou um acessório ele deve ser utilizado, desfrutado. E a Globo ou qualquer outra emissora fazem muito bem em reaproveitar figurino, principalmente se considerarmos que isso passa totalmente despercebido a maioria dos telespectadores. Mais que isso: o público de uma novela, não necessariamente assiste outras novelas. Quem se lembra dos exemplos abaixo?

O caso mais engraçado desses “reaproveitamentos” é de um recente episódio de “Gabriela”, no qual o mulherengo personagem de Marcelo Serrado, Tonico Bastos, foge do Bataclã disfarçado de mulher para escapar da esposa Olga usando um vestido que alguns anos antes foi usado por Jezebel, personagem de Elizabeth Savalla em “Chocolate com Pimenta”.

Caso notório de reaproveitamento é o que envolve a atriz mexicana Victoria Ruffo. No seu caso, as roupas não passaram de uma novela para outra, mas sim da personagem para a própria atriz. Como fã de Vicky desde 2005, quando assisti “La Madrastra”, já me perguntei inclusive se não se trataria de um caso em que a atriz emprestava suas próprias roupas às personagens, maaas, isso não muda muito, já que, em todo caso, é um reaproveitamento sim!

E vocês, reparam nesse tipo de detalhe? Contem-me!

Beijos e abraços,

Thaís Gualberto

@thais_gualberto

Anúncios

NÃO, o blog não acabou!

Eis que após uma looonga pausa, aqui estou eu novamente! *–*

Não eu não quis parar o blog, eu nem pensei em abandoná-lo ou abandonar todas aquelas que habitualmente eu visitava. Eu fiquei sem computador. Eu estou sem internet em casa há três meses.

Sei que é uma história bizarra, mas enfim… Meu computador deu problema, meu técnico desmarca toda vez que eu o procuro (e não confio em outros). Ganhei um note e quando solicitei os serviços da oi velox, eis que extraviam meu modem (que permanece desaparecido até hoje, após dois pedido de averiguação e duas solicitações de urgência para a entrega de um outro modem). Na faculdade, quase todos os PCs são bloqueados para blogar (este é uma exceção). RESULTADO: No posts por 3 meses.

Apesar disso, o blog voltará. Tão logo eu esteja com internet em casa, a atividade será retomada. E com novidades.

Caso não consiga hoje ou amanhã programar um post, excelente Natal a todas que me leem e um feliz 2012!

Beijos e abraços,

Thaís

Nexcare portetor para os pés

Seeempre tive problemas com sapatos. Aliás, acho que todas as mulheres têm, não? Na época do colégio, em que era obrigada a usar tênis (urgh!) diariamente, as unhas de meus dedões viviaaam encravadas, um horror… Já na faculdade (enfim e amém), comecei a usar o que sempre amei: peep toes e outros sapatos de saltos!

O que eu não imaginava (na verdade imaginava sim, pois meu pé é mega sensível) é que eu teria problemas do tipo: um sapato aperta meu dedão, outro aperta o dedinho, terceiros formam calos nos calcanhares e outros tantos atormentam a pobre e geralmente sobrecarregada planta do pé… Acreditem se quiserem, mas cheguei a achar que nunca conseguiria usar um sapato fechado de meu tamanho (36), como conseqüência disso, tenho alguns pares tamanho 37. E isso não é o melhor dos mundos, afinal, meu pé magrelo tem só comprimento e dedo, ou seja, sapatos 37 ficam um pouquinho largos em cima, mas enfim, parecia essa a solução…

E então encontrei um sapato cujo 36 não me apertava mesmo após de fato usá-lo… E me empolguei! Desisti dos 37 que nunca apertam e retornei ao meu habitual número (enfim)! Tudo parecia bem até que um bendito e fofo par de sapatos deu-me sérios problemas…

Na primeira vez que usei, meu calcanhar direito quase sangrou só de andar de casa até o ponto de ônibus (não é longe, garanto, menos de 5 minutos). Concluí que apenas poderia usá-los com muito band-aid e/ou esparadrapo nos calcanhares, o que, convenhamos, alem de pouco estético é bastante ineficaz, visto que conforme andamos os curativos tendem a mover-se e sair. Isso quase foi uma sentença de aposentadoria.

Digo quase porque deparei-me com algo promissor na farmácia: o protetor para pés Nexcare (1 rolo de 25mmX3m, discreto, de corte fácil – sem tesoura, sem cola hiiper melequenta e cujo tamanho podemos definir) Comprei e, quando com ele cheguei em casa, minha mãe não levou muita fé… Querem saber? Não me arrependo! R$5.95 suuuuper bem gastos! O produto super cumpre o que anuncia e essa semana já usei esse sapato 2 vezes e meus calcanhares permanecem intactos!

Então, meninas, fica a dica: Nexcare protetor para os pés para aqueles sapatos que acabam com calcanhares e dedinhos!

Dia 20/05, teremos a edição deste mês do “Um pouco mais sobre…” Quem será a blogueira da vez?

xoxo

http://politicadesaltos.blogspot.com

@thaisdramaqueen

Chega de cantadas!

Contém trechos de “Mulheres se organizam para combater cantadas de rua”

Que mulher nunca escutou um indecoroso “fiu-fiu” ou um malicioso bom dia vindo de algum desconhecido? Inegavelmente, é chato. Muitas vezes, constrangedor, mesmo que não sejamos tocadas. O simples fato de um estranho olhar-nos com cobiça é aviltante.

Contra esses atos, mulheres em diferentes partes do mundo estão-se reunindo. Uma das iniciativas partiu da britânica Vicky Simister, que fundou o Anti-Street Harassment UK depois de ter sido perseguida nas ruas de Londres por um grupo de homens que se insinuou sexualmente para ela. “As mulheres são aconselhadas a ignorar (as insinuações), e não costumamos falar a respeito. Em consequência, esses homens continuam a fazer isso e a cada vez mais passar dos limites”, disse Simister à repórter Brigitt Hauck, da BBC News.

Já o grupo internacional Hollaback! está estimulando as vítimas das cantadas indesejadas em todo o mundo a relatar suas histórias online e identificar os locais onde elas ocorreram. Algumas até postam fotos dos homens “inconvenientes”. As ativistas alegam que é difícil distinguir quais homens se limitarão aos assobios dos que de fato podem ir além das cantadas e evoluir para a violência sexual. “Isso deriva de uma cultura de gênero baseada na violência”, alega Emily May, a fundadora do Hollaback!. “Para mudá-la, é preciso que as pessoas reajam e digam que o assédio nas ruas não é legal, porque a maioria das pessoas não quer que ele ocorra.”

Para a socióloga Kathrin Zippel, entretanto, professora associada da Universidade Northeastern (EUA) e pesquisadora do tema, as cantadas nas ruas são vistas, em geral, como um comportamento natural dos homens. Estes, por sua vez, usam as cantadas para atestar sua masculinidade e se “provar” perante seus amigos. “Muitas vezes isso não diz respeito às mulheres, e sim a uma dinâmica entre homens”, ela afirma.

Alguns países promoveram iniciativas para tentar combater as insinuações inconvenientes, como Índia, Japão e México, que destacaram vagões de metrô para serem ocupados apenas por mulheres. Críticos, porém, dizem que a medida tem efeitos temporários e insuficientes, pois isso acentuaria as diferenças, de forma que vagões mistos teriam menos mulheres e as que ali estivessem ficariam mais vulneráveis ao assédio.

Holly Kearl, fundadora do site Stop street harassment, acredita que é indispensável a adesão dos homens que também se opõem às cantadas nas ruas. “Precisamos da adesão dos homens. Na nossa sociedade é muito fácil que as mulheres sejam vistas como objetos, então é importante que eles se lembrem de que cada mulher assediada é mãe, irmã ou filha de algum deles, é alguém que merece respeito”, diz Kearl.

Eu apoio movimentos como esse e acho indispensável que haja punições para os homens que assim agem, pois é muito desagradável caminhar e ser abordada apenas por que demonstramos vaidade. Usar batom, salto alto, saias, vestidos não é sinônimo de vulgaridade, muito menos de prostituição, logo é completamente descabido que um homem qualquer sinta-se no direito de dirigir palavras de baixo nível para nós. Enfim, o que não podemos é deixarmos de ser mulheres por causa de tipos como esses.

O que pensam sobre o assunto?

xoxo

http://politicadesaltos.blogspot.com

@thaisdramaqueen

Color Look to Go! – Sephora Collection

Já faz um bom tempo que estou para compartilhar com vocês o prêmio do primeiro sorteio que venci desde que iniciei minha carreira de blogueira…

Em janeiro deste ano fui premiada com o maravilhoso kit Sephora Color Look to Go em um sorteio do blog Diva Diz. Inclusive, enquanto aguardava a entrega deste, reclamei um pouco do trabalho do correio no post “Mandou, Chegou! (or not)“. Pois bem, partindo dali, o kit demorou mais quinze dias quase para chegar, graças ao excelente trabalho dos Correios…

Sobre o sorteio, ele não era dos mais simples… Não era uma questão de sorte, mas sim de convencer a Andréa (que é super fofa e foi super legal comigo durante toda a espera do kit e os problemas com o correio) de que merecíamos o kit… Eis minha resposta:

Enfim, o kit é simplesmente perfeitoooooooo!!*.* Melhor: é suuuper usável. Contando com 30 cores de sombra, 5 cores de gloss e 5 blushes divididos em 5 palettes (lindas, a propósito) em um estojo preto, o kit ainda traz um compartimento com espelho para que nossa palette do momento acompanhe-nos em nossa bolsa, o que acho super incrível e prático. Deixo algumas imagens!

Não tem como não se apaixonar, não? Para quem pode, vale à pena investir!

xoxo

Thaís

Créditos:

Diva Diz

Sephora

E eles nos querem assim…

Simplesmente Femininas!

Ao menos é isso o que indica a pesquisa do Bolsa de Mulher! Não é por isso obviamente que me proclamo tão feminina, mas é interessante saber que eles gostam que sejamos como devemos ser…

Tudo isso foi baseado em textos do blog The Man Repeller, da nova-iorquina Leandra Medine, onde ela menciona modismos que acabam por afastar de nós possíveis pretendentes…

 

  1. lingerie bacaninha
  2. shorts curtos – desaprovoooo!
  3. vestido tomara-que-caia
  4. vestidos românticos
  5. rabo de cavalo
  6. Biquini de lacinho
  7. Vermelho
  8. Salto alto
  9. Mini-saia
  10. Decotes e Fendas

  1. Saruel (parece fralda, independente do corpo de quem a usa)
  2. batom colorido (tipo azul e verde)
  3. Unhas demasiado coloridas/enfeitadas
  4. Clogs
  5. Calça boyfriend (outra que parece fralda… Se já não uso calças normais por considerar que calças devem fazer parte apenas do vestuário masculino, quem dirá um modelo desses)
  6. Moda Neon (restart)
  7. Roupas volumosas
  8. Sapatos oxford (muito masculino, independente da cor)
  9. Adereços para a cabeça e penteados espalhafatosos
  10. Roupas peludas/felpudas (oi, MonMor!)

Eu, particularmente, concordo com os Top 10 coisas que adoram e Top 10 coisas que odeiam. Nós mulheres, acima de tudo, devemos ser femininas e não adotar modismos advindos do guarda-roupas masculino porque um fashionista/estilista/revista de moda disse que é legal. Como disse a querida Mari Mansur no post “Aos moldes da moda “, temos de gostar de uma coisa e não nos acostumar a ela porque está na moda…

E vocês, o que pensam?

Créditos das imagens:

X-Britney

Xtina.org

Polyvore

XOXO,

Thaís Gualberto

Risqué Sweet Rock’n’Roll by Isabeli Fontana

Já não deve ser novidade a coleção Risqué Sweet Rock’n’Roll by Isabeli Fontana, maaaaas, sinto-me tentada a dar minha opinião sobre as novas cores, que me chamaram muuuito a atenção…

 

Azulcrination: Não costumo gostar de esmaltes azuis, sendo a exceção os azuis escuros metálicos, como o Marinho, da Colorama. Esse, entretanto, hipnotizou-me à primeira-vista. É metálico, não é clarinho e quero muuuuuito usá-lo!

Isabeli: Ao menos, pelo vidrinho, lembra-me Affair, também da Risqué.  Como adorava o primeiro, acho que posso apegar-me ao Isabeli.

Psico: Roxo metálico suuuuuper lindo! Deve ficar muito bem sobre meu querido “Noite de Gala”, da Colorama. Quero muuito!

Rock’n’Roll: Um prata aparentemente normal. Nao me atrai, tampouco repele.

Star: Adorava esse tipo de brilho quando tinha algo entre meus 11/14 anos. Por enquanto, acho que não usaria…

Tattoo: Ameeei! Apenas no final do ano passado pintei minhas unhas de preto e adorei. Acho que com um cinza chumbo metálico não seria diferente…

Nota para a coleção: 8.5

 

Segundo Isabeli, “Foi muito gostoso desenvolver cada uma das cores dessa coleção. Ficaram exatamente como eu queria!”. E vocês, o que acham?

Mais informações: http://www.risque.com.br/

XOXO,

Thaís Gualberto.

Mandou, chegou! (or not)

Oii!!

Como vão??

Venho aqui contar uma pequena peregrinação, não minha, mas de um Kit Sephora de maquiagem que ganhei da Andréa, em um sorteio do blog Diva Diz.

Não ia comentar isso agora no blog, estava esperando que ele chegasse para postar fotos e coisa e tal, mas… Sinto-me boicotada pelo Correio! Sériooo! A Andréa já postou o kit há alguns dias, ela chegou a minha cidade e o correio, pelo acompanhamento de encomendas, disse que o número de minha casa não foi encontrado (!), o que fez com que devolvessem minha encomenda para Benfica e a retornassem para Niterói. Ou seja, uma confusão total!

Pior de tudo, o Sedex consegue SIM localizar meu endereço e hoje tive a prova disso… Há mais ou menos uma semana, envie uma reclamação a Sony Music Brasil sobre defeitos em minha cópia do álbum “All I Ever Wanted”, Kelly Clarkson, 2009.

O defeito do CD está indicado pelas setas, a parte metálico estava-se corroendo. “Doce Orgulho”, Risqué, nas unhas

Postado ontem, recebi um CD  perfeito no começo da tarde de hoje. Obviamente, quando o correio chamou, imaginei que era o Kit, but era o CD…

Conclusão: só pode ter sido incompetência do primeiro carteiro que tentou entregar e não encontrou minha casa! Ou seja, estou possessa!!!

Correio, traz logo meu Kit Sephoraaa!!!

Dores no Pescoço

Oi!! ^^

Sou uma aficionada por escrever… Trabalho em meus romances, crônicas, blogs… Entretanto tudo isso tem um custo e o maior e talvez único desagradável são as frequentes dores no lado direito superior: dedos, mão, braço, costas e pescoço. Tudo fica intocável e viro escrava de anlgésicos e compressas, o que é péssimo, pois compromete muuuito meu trabalho (tanto no livro como no blog).

Lendo um pouco sobre o assunto, encontrei algumas dicas interessantes sobre como amenizar o problema… Para quem sofre do mesmo que eu, seguem as dicas:

Descanse – uma das maneiras mais simples de aliviar a dor é deitar e deixar que os músculos do pescoço se recuperem. Mas não use um travesseiro alto que deixe seu pescoço dobrado.

Coloque geloo gelo ameniza efetivamente a dor e diminui a inflamação. Coloque gelo triturado em uma sacola plástica e cubra a sacola com uma fronha (o tecido de toalha é muito grosso para passar o frio com eficácia). Aplique a compressa de gelo no pescoço por 15 minutos de uma vez.

Aqueça-o o calor aumenta a circulação e pode ser eficaz no alívio da tensão muscular. Use uma toalha úmida ou uma bolsa de água quente, ou, então, fique embaixo do chuveiro quente. Mas não faça isso por muito tempo. O calor em excesso pode piorar os sintomas e causar mais dor. Talvez você queira fazer a aplicação quente e em seguida alguns minutos de tratamento frio.

Relaxe – o estresse emocional pode provocar tensão muscular. Preste atenção no que o estressa: o percurso até o trabalho, sua afobação para preparar o jantar toda noite, as reuniões com o chefe, e assim por diante. Depois de identificar os causadores mais comuns do seu estresse, seja criativo e pense em como reduzi-lo. Uma forma de controlar o estresse é através de técnicas de relaxamento, como o relaxamento progressivo ou a respiração abdominal.Para fazer o relaxamento progressivo, procure um lugar calmo onde você não seja incomodado. Sente ou deite e feche os olhos. Então, começando com a cabeça e o pescoço e forçando todo o corpo para baixo, contraia intencionalmente os músculos da região e solte-os completamente.Para fazer a respiração abdominal, sente e respire fundo, lentamente, de modo a encher o peito de ar, coloque uma mão no abdome para senti-lo dilatar e para confirmar que você está respirando profundamente. Em seguida, solte-o completamente, absorvendo suavemente em seu estômago. Respire lenta e profundamente durante alguns minutos (se fizer muito rápido, pode começar a hiperoxigenar).Outras técnicas de relaxamento incluem meditação, ioga e exercícios. Além disso, talvez você queira desenvolver alguns de seus próprios métodos de relaxamento, como arranjar um passatempo ou ouvir a uma boa música. Faça aquilo que funcionar em você.Use massagem – a massagem pode ajudar a diminuir a tensão dos músculos e dar um alívio temporário, além de ajudá-lo a dormir melhor. Primeiro, tome um banho quente para relaxar os músculos. Depois, peça a seu companheiro que passe óleo ou loção no pescoço e nos ombros, pressionando levemente com os dedos, em movimentos circulares. Em seguida, peça a ele que esfregue o pescoço e os ombros, fazendo movimentos firmes e prolongados de cima para baixo. Não se esqueça da região do tórax. Se ele não tiver boa vontade, tente esfregar seu próprio pescoço e o tórax com óleo ou loção por 10 ou 15 minutos.Tome um analgésico que não precise de receita médica – os analgésicos vendidos diretamente, como a aspirina e o ibuprofeno, podem diminuir a dor e a inflamação. Se não puder tomar esses medicamentos porque é alérgico, tem problemas de estômago ou por qualquer outro motivo, experimente o acetaminofeno; ele não diminuirá a inflamação, mas ajudará a aliviar a dor.

Tenha boa postura – a dor no pescoço tem muito mais relação com a postura do que as pessoas imaginam. A cabeça e a espinha se equilibram em relação à gravidade. Quando a má postura força a lombar para frente, a parte superior das costas vai para trás para compensar. Em resposta, o pescoço é forçado para frente.Você pode usar uma parede para ajudar a alinhar seu corpo corretamente e melhorar a postura: vire de costas para a parede e incline o corpo para frente alguns centímetros; suas nádegas e seus ombros devem tocar a parede, e a parte de trás da cabeça deve ficar próxima à ela; mantenha seu queixo firme; agora, afaste-se da parede; volte e veja sua posição; tente manter essa postura durante todo o dia.

Mantenha a boa forma estar acima do peso também força os músculos do corpo, incluindo os do pescoço. Fortaleça os músculos do estômago – assim como a má postura e a obesidade podem causar tensão muscular no pescoço, pouco tônus nos músculos do estômago força a parte superior das costas para trás e o pescoço para frente. Faça exercícios, como curvar-se com os joelhos dobrados (feitos basicamente sentado, em que você levanta somente a cabeça e a parte superior das costas, em vez de todo o dorso, fora do chão) para fortalecer os músculos abdominais.

Faça exercícios para o pescoço – dois tipos de exercícios para o pescoço podem ajudar a aliviar e prevenir a dor: exercícios leves de movimentos variáveis e exercícios isométricos. Faça compressa quente no pescoço antes de fazer os exercícios. Cada exercício deve ser feito cinco vezes por sessão, três sessões por dia.Os exercícios de movimentos variados ajudam a alongar os músculos do pescoço. Sente-se ereto, porém relaxado. Lentamente, vire sua cabeça para a direita, o máximo que puder, mantenha-se nessa posição e volte ao centro. Repita o movimento para a esquerda. Então, baixe o queixo lentamente em direção ao tórax, mantenha-se nessa posição e relaxe. Levante a cabeça. Agora, incline a cabeça em direção ao ombro esquerdo, mantenha-se nessa posição e volte ao centro. Faça o mesmo com o lado direito.Os exercícios isométricos são realizados contra resistência, mas sem mover a cabeça. Experimente essa rotina:

  1. sente-se ereto e relaxado, coloque a mão na testa e pressione-a contra a palma da mão, de modo a impedir o movimento;
  2. coloque sua mão direita no lado direito da cabeça e pressione-a contra a mão (como se tentasse levar a orelha direita até o ombro), mas use a mão para impedir o movimento da cabeça. Faça o mesmo com o lado esquerdo
  3. coloque as mãos atrás da cabeça, enquanto tenta empurrá-la para trás, impedindo seu movimento com as mãos;
  4. pressione a mão contra o lado direito do rosto, enquanto tenta girar a cabeça em direção ao ombro direito, impedindo o movimento com a mão. Repita, pressionando a mão esquerda contra o rosto, enquanto tenta olhar sobre o ombro esquerdo.

Mantenha a forma – quanto mais forte e flexível você estiver, menor a probabilidade de sofrer dores no pescoço. A natação é um dos melhores e mais completos exercícios para fortalecimento do pescoço e das costas.

Mantenha o trabalho no nível dos olhos – se o desconforto do seu pescoço começa no final dia, é provável que seu local de trabalho ou seus hábitos de trabalho sejam a causa do problema. As pessoas geralmente ficam com “dor no pescoço” de tanto ficarem olhando para baixo ou para cima, durante longos períodos, no trabalho. Se possível, sempre mantenha seu trabalho no nível dos olhos. Mude a altura de sua cadeira, mesa ou monitor, use um suporte para deixar os materiais de leitura e uma escadinha, banquinho ou um apoio mais alto para pegar alguma coisa no alto.Faça intervalos freqüentes – mude a posição do corpo com freqüência, especialmente se tiver que ficar em uma posição fisicamente estressante. Levante e ande pelo menos uma vez a cada hora.Esqueça hábitos que “forcem o pescoço” – você segura o telefone entre o pescoço e o ombro? Você geralmente dorme sentado em uma cadeira e levanta com a cabeça pendurada para trás ou com o queixo encostado no peito? Você lava sua cabeça na pia? Todos esses hábitos podem causar tensão no pescoço. Fique atento a esses hábitos que prejudicam seu pescoço e substitua-os por hábitos saudáveis.

Durma em um colchão firme – se você acorda de manhã com o pescoço duro ou dolorido, provavelmente seu colchão, travesseiro ou seus hábitos de sono sejam os culpados. Use um colchão firme e mantenha sua cabeça alinhada à coluna. Não durma de bruços, já que força a cabeça para cima. Evite travesseiros que sejam muito altos e duros e experimente travesseiros de pena ou de flocos de espuma, em vez de espuma de borracha


Bom, passada a minha crise, colocarei em dia visitas e comentários em outros blogs! I promise!

Fonte:

http://www.tutomania.com.br/artigo/como-aliviar-a-dor-no-pescoco

Gravidez Pós-50

Sempre fui muuito a favor de que mulheres engravidem após os 40, sobretudo se o bebê em questão não for o primeiro filho. (Tratarei de alguns casos no livro que escrevo) Essa semana, entretanto, fui surpreendida pela notícia de que a atriz Solange Couto (Dona Jura, “O Clone”; atualmente em “Ribeirão do Tempo”), 54 anos, está NATURALMENTE grávida (!). Espanto, espanto, espanto, eu sei, mas é exatamente isso.

Para a atriz, casada há pouco mais de um ano com um homem de 24 anos, a gravidez foi total surpresa: ” Estava fazendo exames rotineiros para descobrir porque não conseguia perder peso quando soube que estava grávida de três semanas (agora quase quatro). Já tenho um filho de 36 anos e uma filha de 19. Não planejei e nem sonhava que isso pudesse acontecer. Foi uma surpresa e um presente de papai do céu. Agora é cuidar bem desse bebê”

Segundo especialistas, a atriz pode se considerar uma mulher premiada da natureza, pois são extremamente raros casos de fertilidade para a sua idade.  “A partir dos 40 anos é difícil [engravidar naturalmente], a partir do 45 é raríssimo, e depois dos 50 é o terceiro caso que eu ouço”, relata o ginecologista Alexandre Pupo, do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, que há mais de 15 anos acompanha mulheres durante a gestação.  O obstetra do hospital Albert Einstein, Eduardo Zlotnik, afirma que a chance de uma mulher engravidar espontaneamente a partir dos 43 anos é de cerca de 1% por mês. “Há alguns casos no Brasil de gestantes acima dos 45 anos. Isso é uma raridade”, conta.

Além da dificuldade em engravidar, a mulher que resolver ter filhos mais tarde terá que se prevenir melhor para problemas durante a gravidez, como alterações da tireóide, diabetes e pressão alta. De acordo com os médicos, contudo, avanços científicos têm tornado a geração de bebês cada vez mais segura. “Quando entrei na faculdade, a idade que considerávamos uma gestante ‘idosa’ era de 31 anos”, relata Pupo. “Hoje, a mulher que consegue engravidar aos 40 anos não precisa se preocupar tanto. Se ela fizer o pré-natal corretamente, vai ter bebê saudável na imensa maioria dos casos”, conta Zlotnik, do Albert Einstein. Em relação aos riscos de problemas genéticos aos bebês – como a síndrome de Down – ambos os médicos afirmam que as chances aumentam com a idade, mas os perigos são pequenos. “A síndrome genética não é um fator que impossibilita a gravidez acima dos 35”, diz Pupo.

Como a atriz já tem um histórico de hipertensão (há alguns poucos anos ela sofreu um derrame que a afastou temporariamente da novela “Três Irmãs”), temo um pouco pela saúde dela. Considerando que isso aconteceu natural e inesperadamente, entretanto, parece-me que a vontade divina é de que esse bebê nasça e traga muita alegria a seus pais… Assim, que ela tenha muuuita saúde e sorte para levar a gestação o mais longe possível e que venha um lindo e saudável bebê…

 

 

 

Fontes:

Jornal Extra

Portal G1