Jojo Moyes – “A Última Carta de Amor”

Posso dizer com tranquilidade que esta foi a leitura mais rápida que fiz nos últimos dois anos. Quatro dias! Uma vergonha comparada aos tempos de Ensino Médio nos quais eu lia 300 páginas em 6 horas; uma glória para os tempos de graduação+ dores da trapezolgia+ dores provocadas pela DTM (disfunção temporomandibular) – todos fatores que retardam e atrapalham qualquer leitura. E foi uma leitura lindíssima!

imagem

Autor: Jojo Moyes

Título original: “The Last Letter from Your Lover”

Editora: Intrínseca

Preço: R$ 29,90 (Livraria Saraiva)

Sinopse:

“Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer
Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta à casa com o marido, ela
tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua
volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer falta alguma coisa. É então que ela
descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas
apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento
como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro
décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas
endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que
trabalhava. Obcecada com a ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido
— em parte porque ela mesma está envolvida com um homem casado —, Ellie começa a
procurar “B”, sem desconfiar que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução
para os problemas do seu próprio relacionamento.”

CUIDADO! A partir daqui há SPOILERS!

Minhas impressões: Não julgue esse livro pelo título! “A última carta de amor” a princípio pode parecer uma história água com açúcar, bobinha, mas não é nada disso! Ao menos para os que amam bons romances românticos, não é! A história é intrincada, bem e belissimamente construída. Jennifer Stirling e Anthony O’Hare são personagens grandiosos e sua complicada e comovente história de amor é contada de maneira extremamente coerente. Mais que isso, as indas e vindas do casal são tão intensas que é difícil que o leitor cogite corretamente o que irá acontecer. O desenrolar do livro é surpreendente. Ademais, é bastante interessante e acredito que também realista a maneira como a autora expõe a questão do que era ser uma mulher da classe alta na década de 1960.

Ponto fraco: Ellie Haworth poderia ser mais… A história dela por ela mesma é pouco empolgante e não me prendeu! Também gostaria que a espirituosa Yvone Moncrieff tivesse maior participação… E, sinceramente, choquei quando ela se comportou como a média das mulheres da época…

Ponto forte: Os altos e baixos de Jennifer Stirling & Boot, a maneira como Ellie Haworth altera o aparente destino da história de amor principal, o encontro de Ellie e Jessica, as descrições – tanto físicas como psicológicas. Um livro lindo, rico em sentimentos e muito bem estruturado. Tradução muito bem feita! Emocionante e inspirador! Desfecho LINDO!!

Nota: 9.5

xoxo

@thais_gualberto

Sobre Thaís Gualberto

Economista & Escritora // Economist & Writer

Publicado em 31 de julho de 2013, em Projeto 12 e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Fiquei curiosa!!!

    Beijos.
    Suas unhas estão no blog rs… Ando postando pouco, mas não deixo de postar hehehe.

  2. Sei bem como é essa fase de monografia rs…
    Boa sorte pra vc!
    Quando passar uma cor diferente, manda sim!
    Beijos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: