“Desculpa Se Te Chamo de Amor” – Federico Moccia

Depois de taaaanto tempo sem postar (obrigada férias sem internet, obrigada aulas), aqui estou eu, um pouquinho atrasada com o nosso “Projeto 12” e ainda mais com essa sinopse, já que terminei este livro no comecinho de julho… Enfim, eis aqui!

Sobre o livro: Originalmente nomeado “Scusa Mai Ti Chiamo Amore”, o romance tem uma dinâmica de escrita que considero um tanto quanto distinta da qual em geral estamos acostumados a encontrar nos norte-americanos e britânicos, mas ainda assim envolvente à medida que avançamos as páginas. Risos, emoção, comoção, medo, surpresas; todos elementos bastante explorados por Moccia em sua musical e poética escrita em prosa. Sinopse aqui! Ah, existe ainda o filme baseado na história (poster aqui) e a sequencia desta, entitulada “Desculpa, Quero Me Casar Contigo”, que ainda não li e também tem um filme.

Pontos Positivos: A riqueza de detalhes nas descrições e a beleza das metáforas utilizadas por Federico Moccia, sobretudo nas cenas mais intensamente românticas, que embora muitas vezes explícitas, são muito mais eróticas que pornográficas. Além disso, agrada-me a sutiliza com a qual é abordado o amor entre pessoas de idades tão discrepantes, pois mesmo para quem não tem fé nesse tipo de amor, é impossível não torcer por Alessandro e Nikki. Destaque para o personagem Andrea Soldini, que se revela importante e interessante. Cabe lembrar também as excelentes citações musicais, pois são poucos os livros que fazem menções tão explicitas a cantores, discos, canções… Gosto muito desse recurso, que é quase como dar uma trilha sonora à história… E fiquei muito feliz quando foi citada “Gli Ostaccoli del Cuore”, da cantora Elisa, que eu já conhecia antes da leitura, e também quando mencionaram as canções de Laura Pausini, que eu amo.

Pontos Negativos: O excesso de personagens pouco explorados ao longo do romance, mas que possuem uma história própria, como Mauro e Paola, e que pouquíssimo tem a ver com a história. Isso confunde o leitor, tal como a introdução de pensamentos/falas dos personagens nos trechos do narrador sem qualquer alteração na formatação, como o uso do itálico, por exemplo. Também tenho a impressão de que a tradução não favoreceu o texto.

Nota: 8.5

E vocês? Já leram, pretendem ler ou não fazem a mínima questão?

xoxo

@thais_gualberto

Sobre Thaís Gualberto

Economista & Escritora // Economist & Writer

Publicado em 3 de setembro de 2012, em Amor, Projeto 12 e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Nunca li, mas parece ser ótimo!!
    Essa semana suas unhas aparecerão lá no blog! Não postei antes, como te expliquei no email, porque estava só publicando os posts agendados!!

    Beijos.

  2. Thaís adorei seu blog, o Projeto 12 é bem legal, curti essa idéia.
    Obrigada pelo comentário lá no Pretucha.
    Está convidada a passar sempre que quiser, comentários como o seu são ótimos para o amadurecimento do blog.

    Siga nas redes sociais também….

    Grande beijo.

  3. Sabe o e-mail do escritor? Eu adoro esse livro!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: