“Pesquisa” eleitoral

Estava demorando, mas era inevitável que eu tornasse a discutir política no blog. Esse é um dos poucos espaços dos quais disponho (se não o único) para de alguma forma disseminar meus ideiais, sobretudo políticos, e não pretendo desperdiçá-lo.

Há cerca de três semanas passei a ignorar totalmente a “pesquisa” de intenção de votos promovidas por institutos indignos de respeito, como Ibope, Datafolha etc. Obviamente, ver LixiDilmaluca com uma vantagem tão grande é algo que me abala fortemente, tamanha a imoralidade do fato. Entretanto, dessa vez não me proponho a falar sobre essa infeliz (assunto de próximos posts, inevitavel e lamentavelmente), mas da pesquisa em si.

Em primeiro lugar, pergunto-me: Como é possível que uma terrorista assumida, envolvida em tantos escândalos e sem ter ocupado nenhum cargo excecutivo de eleição direta, tenha tantos votos, apesar do Bolsa Esmola Escola. Segundo: Você já foi indagado por algum desses órgãos de pesquisa? Conhece alguém que já o tenha sido? Imagino que a resposta seja não…

Esse último fato inclusive foi objeto de debate entre eu e meu professor de Matemática Financeira, com que adoooooooro discutir política. Ele também duvida da veracidade dessas pesquisas. Mais que isso, ele conhece pessoas ligadas a isso, as quais explicaram:

01. MG é o segundo maior colégio eleitoral do país e pegam apenas uns 300 de lá e mais uns 100 de SP.

02. Pesquisam a opinião de TODA a população de Garanhuns (terra do cefalópode), uns 500, será? Nem deduzo qual seja, já que nem imagino o quanto adorem a Bolsa Esmola Escola.

03. Não são aplicados os métodos mais corretos de amostragem aleatória de populações para que sejam feitas as estimações apresentadas (aula de Estatística I).

04. E Conclusão: Como esperar que o candidato melhor cotado não seja o petista?

E pior que isso que lhes diga é: Há quem escolha em quem votar com o seguinte argumento: “Vou votar em fulano pq fulano está vencendo”.  Quer atitude mais burra e rídicula que essa? É difícil imaginar, mas com certeza existe… Tanto é que o grupo governante aproveita-se desse dado a cerca da intelectualidade da população brasileira comprando essas pesquisas para que elas reflitam exatamente o que lhes convem a fim de convencer indecisos a votarem no candidato do governo.

Por isso, ainda acredito que nem tudo está perdido… Apesar da burrice generalizada, ainda não acredito (ou não quero acreditar) que uma ratazana de laquê, sem classe e sem capacidade ocupará o mais alto (e moralmente baixo) cargo executivo do país…

xoxo

#foradilma

Sobre Thaís Gualberto

Economista & Escritora // Economist & Writer

Publicado em 28 de agosto de 2010, em Comportamento, Política e marcado como , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: