Enfim, o Fim!

Depois do meu 9.6 na segunda prova de cálculo, nada me proporcionou tanta felicidade nas últimas semanas quanto a desclassificação brasileira na Copa do Mundo. Não há equívoco algum. Penso exatamente o que escrevi. E tenho argumentos.

O primeiro e mais facilmente compreensível: TPM e Copa do Mundo não combinam, não enquanto o Brasil joga. Devia ser criminoso soltarem rojões a cada passe, a cada gol e até mesmo a cada vitória, sobretudo na fase classificatória. Isso sem falar nas cornetas (recuso-me ao termo vuvuzela, sempre foi corneta, por que deixar de ser agora?). Meu pai corneta todos os dias, a qualquer hora e sem aparentes motivos o que é insuportável independente do momento e homicida quando se está de TPM. Ninguém merece um barulho infernal por causa de algo tão estúpido como uma partida de futebol. Isso é poluição sonora e potencialmente mortal se você estiver perto de uma mulher cuja TPM a deixa terrível e loucamente irritada. Desde a uma da tarde dessa sexta tenho paz, graças a Deus.

O segundo também é bastante compreensível: Se o Brasil ganhasse, certamente viraria outro motivo de glória para o presidente Lula e sua ilegalíssima candidata à presidência, Dilma-luca-. Tudo bem que isso parece um tanto idiota, mas o que podemos esperar desses dois se não (mais) uma propaganda indevida justificada pelo simples fato de que “no governo Lula o Brasil foi hexa no futebol”. Obviamente essa propaganda conseguiria muitos votos para Dilma-luca-, já que uma considerável parcela do povo brasileira é mais que louca por futebol e gravemente alienada. Agora Lula vangloriar-se-á de quê? De a seleção ter sido pentacampeã enquanto ele fazia a campanha eleitoral do ano em que foi eleito pela primeira vez? Considerando que ele pensa muito, é no mínimo cabível a minha teoria…

O terceiro é totalmente pessoal: já não suportava o meu pai. A casa ficava um inferno com ele torcendo… Ele elevava o volume da TV às alturas e vestia a camisa todos os dias, xingava juízes… Totalmente insuportável. Agora ele continua falando mal de todos os envolvidos, mas pelo menos não corneta mais, o que meus ouvidos agradecem.

O bombardeio de notícias sobre a seleção brasileira e os comentários ofensivos de jornalistas globais contra as demais seleções são meu quarto motivo. O problema nem são as notícias da seleção em si, mas a incansável repetição delas noticiário a noticiário, no programa da Ana María, no Fantástico, em tudo! Tudo bem que essa semana teve o caso Eliza e as enchentes no Nordeste e os bueiros minados do Rio (todas notícias das quais eu realmente não precisava ter tomado conhecimento), mas daí a repetir as informações? Isso sem dúvidas é um massacre a minha capacidade intelectual… E também a minha paciência, sobretudo quando na TPM. Ao menos a partir de hoje já não vão repetir as notícias com o mesmo prazer de antes…

O último dos motivos que citarei talvez seja a razão pela qual mais me senti regozijada diante a justa e merecida vitória holandesa. A estupidez, a alienação do povo brasileiro diante a copa do mundo enoja. Mais que isso, é um tanto quanto ridículo ver pessoas (que não os jogadores, que são pagos) quase morrerem diante a derrota. É patético constatar que há os que queimem dinheiro com fogos de artifício e o bebam em cerveja enquanto torcem, ao invés de alimentarem os filhos ou de proporcionarem cultura. É inadmissível que praticamente seja decretado feriado por causa de uma partida de futebol. É doentio que uma pessoa bata em estrangeiros que aqui residem devido ao simples fato de que estes torcem por suas pátrias de origem. Onde fica a democracia? Onde está a liberdade de escolha e de opinião? É ofuscante ver a tudo e todos em verde e amarelo por um mês. É ridículo saber que o povo tem amor à pátria durante à Copa (alguns até morrem, como já mencionei) e mal pensa antes de votar, vendendo-se a um candidato simplesmente porque somente com a eleição dele será mantida a bolsa esmola do governo. É inadmissível a forma como comemoram ainda incertos da vitória, embalados pelo “oba oba”, estatísticas e vitórias do passado quando são o hoje e o agora que fazem a diferença em uma competição como a em questão. É insano que brasileiros se mobilizem para calar Galvão Bueno e não façam o mesmo para impugnar a candidatura de Dilma Rousseff, que parece pouco se incomodar em pagar multas se isso lhe render votos.

É basicamente por toda essa histeria que já faz tempo (diga-se há uns oito anos, tempo no qual descobri não ter vínculos culturais e comportamentais com o povo do país no qual nasci)  não torço pelo Brasil. É basicamente devido a essa histeria generalizada que eu mal me considero pertencente a esse país… É basicamente por isso que eu me declaro “worldwide” no twitter. Não me agrada fazer parte de algo que como um todo é tão vexatório quanto um povo que maximiza um esporte em detrimento de cobrar educação e saúde pública de qualidade.

O povo merece essa derrota. O povo precisa aprender a reconhecer o que realmente importa. O povo tem de aprender que não se vive só de farras, que é preciso seriedade. O povo devia perceber que não está perdendo nada quando a seleção brasileira perde.

Para o Brasil que idolatra o futebol, aproveite para se recuperar intelectualmente, povo. Estamos em ano eleitoral. Para este mesmo Brasil, por que não voltar os olhos para o vôlei, único esporte no qual ainda torço pelo país no qual nasci. A seleção masculina esta próxima de ser campeã pela oitava ou nona vez e nenhum daqueles jogadores é flagrado em qualquer espécie de escândalo.

Para a Holanda, parabéns! Minha sanidade agradece!

Sobre Thaís Gualberto

Economista & Escritora // Economist & Writer

Publicado em 3 de julho de 2010, em Comportamento. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. 2500 anos +ou- é o que separa o Brasil do império Romano Arcade ou Arcaíco, e mesmo assim, ‘NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS’ estivemos tão próximos da política “Panis et Circenses” como estamos frente a essa obstrução alucinada derivada da alienação social dos tempos neo-pós-moderno/contemporâneo…

    Aos que duvidam, bastam observar a flamigerada propaganda política vinculada em horários nobres nos maiores canais da rede aberta Brasileira praticamente cuspindo uma falsa vanglorização dos feitos nacionais em meio ao caótico momento onde TODO O BRASIL É BRASILEIRO … verdade? Descordo…

    Se no império Romano, o Pão e circo servia pra manter os plebeus afastados da situação real do governo e das escolhas políticas, a nova política do pão e circo se traduz em relevante a partir do ponto que observamos as mesmas finalidades, porém dessa vez, voltada a grande massa eleitoral…

    Como você destacou bem, após o fim da copa, todo esse NACIONALISMO gritante se esvoaza frente as campanhas eleitorais e ao decorrer das votações, fica nítida a total incompetência do eleitorado… Principalmente quando se ver elegidos em cargos públicos os mais variados corruptos, safados, celebridades ou até mesmo, ex-presidentes que deixaram o país na fossa antes de sofrerem Impeachment…

    E ainda assim… todo mundo dá o velho grito absurdo de “190 milhões em ação, pra frente brasil…” O.o’ como pode?!

  2. Bom, eu estou no Brasil e me sinto menos brasileira que nunca…

    PS: Robinhjo acha que são 130 milhões… Ou será 180, como ele mesmo diz?

  3. Robinho é jogador de futebol, nem conta😛
    Oficialmente, desde julho que é aproximadamente uns 190~191m x)

  4. Pelo IBGE é claro, o que também não é nenhuma garantia… mas é por ai xD

  5. Pois é… Desde quando um órgão de estatística divulga dados com uma só casa decimal??

  6. Concordo x.x’
    Só podia ser Brasileiro mesmo né?😄

  7. Eu diria que só podia ser jogador de futebol…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: